Segunda onda do Covid não está descartada, diz deputado

O deputado Jesus Pontes reforça a necessidade da manutenção dos protocolos de segurança.

O aumento do número de atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) com suspeita de Covid-19, fez acender o sinal de alerta, principalmente na capital Macapá, sobre uma segunda onda de infecção do vírus. Para o deputado Jesus Pontes (PTC) uma segunda onda da pandemia não está descartada, mas o estado se diz preparado para enfrentar uma nova escalada de casos confirmados, segundo garantias do superintendente da Vigilância em Saúde, Dorinaldo Malafaia, com ele ele vem dialogando constantemente.

Convidado inclusive a prestar esclarecimentos na Assembleia Legislativa do AMAPÁ, o titular da SVS concedeu entrevista ao programa Assembleia Notícias, na Rádio Assembleia (93,9 FM), quando procvurou acalmar a população, informando que a Vigilância vem monitorando os casos e emitindo boletins diário, com dados sobre o número de infectados pelo vírus no Amapá e, que o índice de transmissão é baixo em relação a outros estados.

Protocolos

“Ainda não corremos esse risco, mas não descarto essa possibilidade. Não podemos relaxar. Temos que cumprir as medidas adotadas pelo protocolo como o uso de máscara, isolamento social e o uso de álcool gel para evitar contaminações”, alerta Dorinaldo Malafaia, acrescentando que essa oscilação no quadro de infectados é normal, classificado de taxa de positividade. “No pico da contaminação no mês e maio o índice de resultado positivo dos exames era de 80%, agora está em 10%”, frisou.

Segundo o superintendente Dorinaldo Malafaia, caso venha acontecer uma segunda onda de infecção do Covid-19, o sistema de saúde do estado está preparado para atender a demanda, mesmo com o fechamento dos centros Covid 1, 2 e 3, em Macapá e Santana. ?O Centro Covid do Hospital Universitário (HU), na Zona Sul da capital, está preparado para dá esse suporte, com mais de 100 leitos”, garante o superintendente, informando que, os centros desativados tinham um custo alto para o Governo do Estado.

De acordo com boletim divulgado pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COESP), nos últimos cinco dias foram notificados 492 casos positivo de Covid-19, desse total 254 casos em Macapá. “A fiscalização será intensificada em cumprimento ao decreto do governo e do município”, garante Dorinaldo Malafaia.

Dorinaldo Malafaia, também descartou a possibilidade de reinfecção do coronavírus em pessoas no Amapá. “Os casos de reinfecção no Brasil ainda não foram confirmados. Aqui tivemos informações, mas nada de positivo”, frisou.

Comentários no Facebook